Terapia intensiva com Caio Fernando Abreu

Triângulo das águas é meu livro preferido do autor

O dia tinha sido difícil. As dores da perda não são do tipo que se apaga com o passar do tempo. A gente apenas começa a dar novos nomes a ela: saudade, falta, inspiração, culpa… até que consigamos nos acostumar com sua constante e teimosa presença. Cansada de ouvir das pessoas que “tudo vai ficar bem”, quis ficar sozinha. Por companhia, ao lado do travesseiro, um livro com a capa lilás, de uma edição pocket da L&PM, com um título que acho lindo.

Abri aleatoriamente numa das páginas centrais e as letras gritaram para mim:


Abraça tua loucura antes que seja tarde demais – ele disse, e seus olhos tinham a cor do mar. Tinham a cor exata de quem por muito tempo, todas as horas, todos os dias de muitos meses e anos, olhou detidamente o mar, acompanhando o voo das gaivotas, interrompendo-se em rochedos, nivelando-se ao movimento incessante das ondas.

A minha edição de Triângulo das águas é de capa simples, com marcas de uso e cheio de frases sublinhadas a lápis. Esse trecho ganhou também a sua marca. É meu livro de cabeceira. Leio e releio sempre que posso. Faço até carinho na capa ❤

Triângulo das águas

No prefácio dessa edição, que é revista de 1984, o próprio Caio escreveu: “De todos os meus livros, Triângulo das águas é certamente o mais atípico. Eu simplesmente posso dizer que não o escrevi: fui escrito por ele”. Talvez, seja a mesma impressão que chega ao leitor, a de que está sendo lido ao invés de ler.

São textos carregados de sensibilidade e intensidade – como toda a obra do Caio – mas fiquei com a impressão de que são textos móveis, que apresentam um enredo mais sensível no que diz respeito a relacionamentos pessoais e interpessoais. Um certo tom místico se dá pela influência da astrologia no livro. Os três contos que compõem a obra são guiados pela influência astrológica dos signos regidos pela água, peixes, escorpião e câncer. Não, o livro não fala diretamente sobre aspectos comportamentais e signos. Mas as atitudes dos personagens, os relacionamentos e o desenrolar dos argumentos exalam um perfume em comum, uma ligação de sentimentos.

Os contos são: Dodecaedro, O marinheiro e Pela noite.

A ideia aqui não é fazer um resumo do livro, porque a intenção é que vocês leiam ou compartilhem o que acharam das leituras. Vale dizer que o Triângulo das águas é um livro doce, com personagens lindos e misteriosos, do tipo livro marcante, desses que a gente carrega um pedaço para o resto da vida, sabe?! É como se o livro quisesse te dizer algo sobre ti mesmo e te ensinasse algo sobre ser mais humano. Eu ia comentar que ele pode ser um pouco autobiográfico, através de personagens, histórias, chás… Mas lembrei que o Caio sempre deixa muito de si nos contos, é sempre um pouco da vida vida dele também, seja a vida de fora ou a de dentro.

Sou muito fã do Caio! Leio tudo que ele escreveu e tudo o que é publicado sobre ele. Os textos dele, que é nascido em Santiago, interior do RS, vão além da construção literária. É como se ele soubesse conversar com o íntimo mais íntimo de cada um em particular. A escrita dele, sempre pessoal e intensa, desnuda as armas da moral e revela aos leitores coisas sobre eles mesmos. É uma literatura-verdade, “entre o denso do vidro e o suave da hortelã recém-plantada

Escreverei – apaixonadamente – muito sobre o Caio. Acho que era assim que ele escrevia: apaixonado, intenso, sincero, direto. Se, por acaso, você nunca leu algum conto do Caio, é hora de começar.

Para saber o que acontece na atualidade sobre o Caio F., indico a fanpage da Associação Amigos do Caio Fernando Abreu (AACF), da qual sou sócia.

Um comentário sobre “Terapia intensiva com Caio Fernando Abreu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s