Para matar a sede de mistério: Imersão

Lendo na rede ao som de David Bowie

“Existe algo mais importante que a lógica: a imaginação. Se a ideia é boa, jogue a lógica pela janela.”

ALFRED HITCHCOCK

Em uma bela tarde de primavera de 2019, encontrei em minha caixa de correio um pacote pesado e bem embalado. Abri e fui surpreendida com esse livro muito, muitooo lindo!

O Imersão, com texto do Thedy Corrêa (da banda Nenhum de Nós) e pinturas do Renato Guedes (ilustrador brasileiro), é resultado de um projeto bem-sucedido de financiamento coletivo. E eu preciso declarar: estou apaixonada por tudo nesse livro: capa, projeto gráfico, qualidade da impressão, texto…

Claro que não vou revelar os detalhes sobre o que acontece nas bem traçadas linhas do Imersão. Sou agressivamente contra spoiler nessa página! Mas preciso comentar sobre o que mais gostei.

Tudo começa com quatro números: 1792. Uma data? Um código? Uma combinação? Embora o Imersão pareça estar dividido em contos individuais, cada um em seu tempo e espaço, todos os enredos se conectam a um cenário principal: o lago. Tudo flui em torno dele.

O requinte dos detalhes do plano narrativo ajuda a formar imagens quase nítidas na imaginação de quem está lendo. Em uma cena intensa tive a impressão de ser molhada pela água do lago também. Em outra passagem pude sentir o cheiro do incenso e viajar pela casa da personagem como se ela mesma me estendesse a mão.

O Imersão está catalogado como “Romance Brasileiro”. Eu escolhi guardar na estante do “Suspense”, ao lado de um livro de 1959 que adoro: Psicose. O Psicose, escrito por Robert Bloch, apresenta o atormentado Norman Bates, dono do Bates Motel, onde acontecem terríveis assassinatos. O apavorante em psicose não são as cenas violentas. Inclusive, na popular cena das facadas no chuveiro não se vê o sangue. O que provoca a tensão é o emaranhado psicológico das personagens, os espaços de silêncio, a frieza dos ambientes, enfim, a construção completa da cena. O mesmo acontece no interior do Imersão.

No Imersão, o que assusta – e instiga – é a tensão de não saber o que vai acontecer na próxima página. A surpresa provocada pelos desfechos inusitados me fez querer ler mais e mais. Confesso que tive de mudar meu horário de leitura. Já comentei por aí que gosto de ler antes de dormir, na cama, mas para concluir o Imersão passei a ler mais cedo, na rede, onde o ambiente é mais sereno. Não por medo, mas o universo psicológico denso das personagens e a atmosfera de mistério e tensão, sutilmente, nos envolve, perturbando um pouco.

As reproduções das pinturas do Renato Guedes não ficam coladas ao texto do Thedy Corrêa. Elas compõe o interior do livro, permitindo que cada leitor escolha se prefere imaginar personagens ou se inspirar antes da leitura.

Eu já li todos os livros publicados do Thedy e gosto muito do texto dele. Mas esse título tem algo de especial. Comparando às outras publicações do autor eu percebo uma certa distância, mas uma distância boa, que aponta nesse trabalho um texto mais apurado, maduro e linear.

Como você sabe, esse é um blog de opinião sincera e o que eu posso falar sobre o Imersão é que ele é um livro recheado de arte acompanhada por um texto cativante. Essa mistura deu muito certo e faz dessa obra um item indispensável na estante dos leitores mais exigentes.

O meu exemplar ganhou até um case fofinho para estar sempre bem conservado e ser guardado, com carinho, como relíquia.

O livro foi financiado coletivamente via Catarse.me e não está à venda em muitos locais mas pode ser encontrado nos shows do Nenhum de Nós e na livraria Vitrola.

Se eu empresto o meu? Lamento… Ainda não estou pronta para isso…

Ficha

  • Título: Imersão
  • Editora: Belas Letras
  • Edição: 1ª
  • Ano: 2019
  • Páginas: 152
  • E-book: Não
  • Físico: Sim

4 comentários sobre “Para matar a sede de mistério: Imersão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s