No colo do Quintana

Hoje Mario Quintana completaria 113 anos Lembro do dia em que minha cunhada chegou com um livrinho de capa amarela, bem usado, e perguntou se eu queria guardá-lo na minha estante. Eu disse que sim: “amo livros”. O livro era fininho e seu título era Nariz de Vidro. O livro é uma coletânea de poemas diversos. Sonetos, hai-kai e microconto compõe a obra. Um dos … Continuar lendo No colo do Quintana

Terapia intensiva com Caio Fernando Abreu

Triângulo das águas é meu livro preferido do autor O dia tinha sido difícil. As dores da perda não são do tipo que se apaga com o passar do tempo. A gente apenas começa a dar novos nomes a ela: saudade, falta, inspiração, culpa… até que consigamos nos acostumar com sua constante e teimosa presença. Cansada de ouvir das pessoas que “tudo vai ficar bem”, … Continuar lendo Terapia intensiva com Caio Fernando Abreu